Os 3 cuidados com a Saúde antes de viajar no Carnaval

Saúde no Carnaval

Carnaval chegando, feriadão, malas prontas e muita vontade de aproveitar ao máximo os dias de folia!

Mas para que tudo dê certo e você não precise passar o feriado todo passando mal, listamos algumas dicas para você aproveitar ao máximo a festa e não deixar a energia cair.

1 – Faça um checkup médico

Antes de viajar procure um médico de confiança e faça um check-up, realize exames laboratoriais importantes para atestar que você não está com nenhuma doença ainda desconhecida, e que poderia se agravar durante sua viagem.

Se você tem alguma doença pré-existente como diabetes, asma, doenças cardíacas, hipertensão, epilepsia ou outras doenças crônicas requerem cuidados especiais, aproveite a consulta com um médico para atestar a permissão para sua viagem, além de lembrar de carregar o seu remédio de uso continuo, e verificar a validade do seu plano de saúde.

2 – Atualize suas vacinas

Há diversas regiões que você precisa estar devidamente vacinado para poder embarcar. Então, revise sua carteirinha de vacinação, verifique se estão todas em dia. Se tiver alguma vacina atrasada, basta levar a carteirinha no posto de saúde mais próximo da sua casa.

Além das vacinas, há os reforços que precisam estar em dia também. Leve as carteiras de vacinação junto com os documentos.

“De acordo com a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), a única vacina obrigatória para entrar em algum país é a febre amarela. Mas recomenda que o viajante não se esqueça de tomar as vacinas para Hepatites A e B, Tétano e Difteria, e a Tríplice Viral. Para proteger contra possíveis doenças, como: Sarampo, Caxumba e Rubéola.“ (Fonte: Anvisa)

A ANVISA recomenda também que as vacinas sejam tomadas de 6 a 8 semanas antes da viagem.

Se você vai levar o pet na viagem, lembre-se de revisar as vacinas dele também, e de carregar consigo a carteira de vacinação do pet.

3 – Kit médico para viagem

Ao organizar suas malas para a viagem lembre-se da importância de levar um kit de medicamentos básicos, pois ele pode ser extremamente útil em caso de algum imprevisto.

Kit de emergência do turista:

Atestado de vacina

Cobertura/carteirinha do plano de saúde

Termômetro

Analgésicos

Antitérmicos

Antiácidos

Antissépticos

Curativos e bandagens adesivas

Repelente para insetos

Protetor solar

A Importância do Cinto de Segurança em Viagens Rodoviárias

A Importância do Cinto de Segurança em Viagens Rodoviárias

A Rodosoft Tecnologia destaca para você a Importância do Cinto de Segurança em viagens rodoviárias.

A saber, o uso do cinto de segurança é obrigatório em viagens rodoviárias.

Assim, é possível garantir maior segurança e tranquilidade na sua viagem.

Saiba mais sobre este importante alerta.

O que é o Cinto de Segurança

A importância do uso do cinto de segurança A saber, o cinto de segurança é um dispositivo de proteção para motoristas e passageiros.

Seu principal objetivo é evitar ou diminuir os impactos no caso de acidentes.

O uso deste equipamento tornou-se obrigatório para todos os tipos de veículos de transporte.

Todavia, a legislação permite exceção para motocicletas e para ônibus quando o passageiro necessitar ficar em pé.

Legislação Brasileira sobre o uso do cinto de segurança

O artigo 65 da Lei 9.503 de 23 de setembro de 1997, fala sobre a obrigatoriedade do uso do cinto de segurança conforme o Código de Trânsito Brasileiro:

Art. 65. É obrigatório o uso do cinto de segurança para condutor e passageiros em todas as vias do território nacional, salvo em situações regulamentadas pelo CONTRAN.

Já o artigo 105, inciso I, ratifica a obrigatoriedade do uso do referido dispositivo: Art. 105.

São equipamentos obrigatórios dos veículos, entre outros a serem estabelecidos pelo CONTRAN:

       I – Cinto de segurança, conforme regulamentação específica do CONTRAN, com exceção dos veículos destinados ao transporte de passageiros em percursos em que seja permitido viajar em pé;

Por consequência, o artigo 167 aponta a aplicação de penalidade para os passageiros que não utilizarem o cinto de segurança durante o trajeto:

Art. 167. Deixar o condutor ou passageiro de usar o cinto de segurança, conforme previsto no art. 65:

       Infração – grave;

       Penalidade – multa;

      Medida administrativa – retenção do veículo até colocação do cinto pelo infrator.

Aplicação de Multa

Então, como vimos, a não utilização do cinto de segurança se torna passível de aplicação de multa ao condutor do veículo.

A saber, no Brasil, as multas aplicadas devido a não usar o cinto de segurança são consideradas gravíssimas.

Além do valor devido, o condutor é autuado com o acréscimo de pontos negativos na CNH – Carteira Nacional de Habilitação

Importância do Cinto de Segurança em viagens rodoviárias

Uso do cinto de segurança em viagens rodoviárias Como vimos, o uso do cinto de segurança nas viagens de ônibus também é obrigatória.

Contudo, há exceção apenas para a necessidade de ficar em pé (para descer, para ir ao banheiro ou pegar algo no bagageiro).

Logo, a orientação é sempre evitar levantar do banco enquanto o veículo está percorrendo seu trajeto.

Assim, ficando sentado e usando o cinto de segurança, o passageiro estará mais seguro para o caso de acidente.

De acordo com a ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres – a utilização do cinto de segurança reduz em até 40% os riscos de ferimentos graves e em até 75% o risco de morte, em caso de acidente.

Como o cinto de segurança protege no caso de acidente

Certamente, o passageiro que usa o cinto de segurança fica protegido junto ao banco.

Afinal, em caso de acidente, essa medida evita que o passageiro bata com o corpo e a cabeça no banco da frente ou nas paredes do veículo.

Além disso, o cinto impede que o passageiro seja lançado para fora do ônibus ou dentro do mesmo, evitando assim consequências mais graves.

Pouca abrangência da utilização do cinto nas viagens rodoviárias

Por outro lado, mesmo sabendo da importância e da obrigatoriedade no uso do cinto, ainda são poucos os passageiros que adotam esta prática protetiva.

A saber, a mesma pesquisa da ANIT aponta que apenas 2% dos passageiros de ônibus usam o cinto de segurança em viagens rodoviárias.

De acordo com a Código de Trânsito Brasileiro, o uso do cinto é obrigatório em viagens rodoviárias intermunicipais desde 1999.

O código prevê também que todos os veículos disponibilizem cintos como item de segurança aos passageiros.

Viaje Tranquilo e Seguro

Em suma, use sempre o cinto de segurança em suas viagens.

Fique atento ao acomodar-se na sua poltrona, afivele o cinto de segurança e garanta que você está fazendo sua parte.

Certamente, viajando com a TopPassagens você irá passear tranquilo e seguro!

São Leopoldo o berço da colonização alemã no Brasil – 🇧🇷🇩🇪

São Leopoldo foi fundada em 1824, a cidade é conhecida como o berço da colonização alemã no Brasil. Ela deu origem a toda à região atualmente denominada “Vale do Rio dos Sinos”.

No mês de julho, a cidade entra em festa para celebrar a imigração alemã e o aniversário da cidade. É a maior festa do Vale do Rio dos Sinos. Ela recebe milhares de pessoas e turistas durante o período da festa, com sua gastronomia originaria, diversos shows com artistas e bandas famosas, comércio, artesanatos, parques de diversões, passeios, oficinas, exposições e palestras.

São Leopoldo

Na cidade também há diversos museus, teatros, bibliotecas e sociedades. Um fato curioso relatado no livro da organista e concertista internacional Anne Schneider, informa que São Leopoldo é a cidade do Rio Grande do Sul onde se localiza o maior número de órgãos de tubos do estado. Um barco foi construído para ser uma sala de aula flutuante. Através de um passeio no Rio dos Sinos se conhece a incrível jornada vivida pelos imigrantes alemães que chegaram à cidade navegando pelo rio.

A cidade tem atrativos para todos os gostos. Para quem gosta de cultura, como se diz, é um “prato cheio“. A cultura alemã é um forte atrativo turístico na cidade. Os turistas que passeiam pela cidade encontram casas e prédios antigos que foram construídos pelos imigrantes.

Câmara de Vereadores de São Leopoldo

A Câmara de Vereadores do município é uma destas construções. Junto a Câmara de Vereadores está localizada a Praça do Imigrante.

São Leopoldo

Praça do Imigrante

No centro da praça, que é a mais antiga do município, está o monumento ao Centenário da Imigração Alemã, construído em 1924, em comemoração ao centenário da imigração.

São Leopoldo

Museu do Trem

o Museu do Trem atraí muitos visitantes. A Estação Ferroviária de São Leopoldo foi a primeira a ser construída no estado, iniciada em novembro de 1871.

O Museu foi idealizado pelo ex-prefeito de São Leopoldo, Henrique da Costa Prieto, e inaugurado em 26 de novembro de 1976, sob a responsabilidade do Museu Histórico Visconde de São Leopoldo que assinou um termo de compromisso com a Rede Ferroviária Federal Sociedade Anônima (R.F.F.S.A.).

O Museu do Trem foi tombado como patrimônio histórico em outubro de 1990. Hoje, em suas dependências, está instalado o Departamento de Cultura da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, que responde pela sua coordenação e funcionamento.

São Leopoldo

São Leopoldo também tem um forte turismo por parte dos religiosos. Romarias chegam de diversos pontos do Rio Grande do Sul para visitar o Santuário Sagrado Coração de Jesus – Padre Réus. No santuário encontra-se o túmulo do Padre João Baptista Reus, local de maior afluência de romeiros. Muitos vêm orar e agradecer por graças concedidas pelo sacerdote que morreu com fama de santidade.

Santuário Sagrado Coração de Jesus

O Santuário foi construído entre os anos de 1958 e 1968. A Fachada da Igreja, de 14m de altura e 32m de largura, apresenta em mosaico, um gigantesco painel apocaliptico de 185 m², um dos maiores do mundo.

São Leopoldo

 

São Leopoldo também tem espaço para o público jovem. Por sediar a Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), é considerada uma cidade universitária. Jovens de várias cidades curtem a noite nas danceterias do município. Dentro deste contexto, merecem destaque especial a Rua Independência ou Rua Grande, onde se concentram a maioria destas atividades e o centro comercial da cidade.

 

Turismo RS: conheça mais cidades do Rio Grande do Sul AQUI!

Conheça mais cidades do Rio Grande do Sul…