Sistema de Venda Embarcada

Secretaria do Estado autoriza a impressão do bilhete eletrônico nas rodoviárias

A Rodosoft Tecnologia lança no mercado o Sistema de Venda Embarcada, que tem como funcionalidade principal possibilitar a emissão de bilhetes de passagens, durante a viagem rodoviária, de forma informatizada, rápida e segura, substituindo o velho talão de passagens.

O Sistema de Venda Embarcada aceita diferentes formas de pagamento (seja via dinheiro, vale-transportes entre outros), a emissão de diferentes tipos de gratuidades (idosos, deficientes físicos..), a possibilidade de realizar a venda de mais uma passagem em uma única transação, sangria em um ou duas vias, como também a abertura e o fechamento de viagens. Oferecendo a empresa de transporte rodoviário de passageiros diversas facilidades operacionais e financeiras, como o cadastramento de linhas, horário e tabelas de preços como também de usuários com diferentes permissões de uso, o controle e o fechamento de caixas de forma rápida e segura, o acerto do numerário (sangria), até relatórios específicos para conferências e controles mais abrangentes, pela gestão da empresa.
Benefícios
-o monitoramento em tempo real (requer conexão de dados) da venda de passagens no decorrer do trecho;
-Integração ao SIAP, o monitoramento em tempo real* da venda de passagens de todo o ônibus, seja no trecho, nas rodoviárias integradas ou na WEB;
– Histórico de todas as operações realizadas, registrando o tipo, o usuário, dia, hora e minuto da emissão de cada passagem; cadastrados prévio de valores de passagens, impossibilitando alteração de valores por terceiros;
– relatórios customizáveis;
– controle de ocorrências
– exportação de dados.
* requer conexão de internet.

Rodosoft apresenta o Venda Embarcada na RTI

Secretaria do Estado autoriza a impressão do bilhete eletrônico nas rodoviárias

Na manhã do último dia 02 de dezembro a Rodosoft Tecnologia apresentou na RTI – Associação Rio-Grandense de Transporte Intermunicipal, suas novas soluções para o transporte de passageiros, como o Terminal de Auto – Atendimento e o Sistema de Venda Embarcada.
O evento contou com a presença dos associados da RTI e do Sr. Luiz Mário Silveira representante da empresa TransData que apresentou algumas das soluções que a mesma dispõe para o segmento de transporte rodoviário de passageiros.
Na ocasião as empresas Planalto, Citral e Unesul, que como clientes da Rodosoft já possuem o SIAP – Sistema Integrado de Aproveitamento de Poltronas, receberam o kit do Venda Embarcada para utilizarem – a nível de demonstração, podendo assim conhecer, identificar e usufruir todos os benefícios e facilidades que o sistema de Venda Embarcada de Passagens oferece.

e-SIPE é destaque no SAERRGS

Secretaria do Estado autoriza a impressão do bilhete eletrônico nas rodoviárias

O SAERRGS – Sindicato das Agências e Estações Rodoviárias do Rio Grande do Sul deu grande destaque ao e-SIPE – Sistema Integrado de Venda de Passagens via Internet em seu informativo do mês de setembro/2014.

O e-SIPE é um forte aliado para Estação Rodoviária, pois disponibiliza a venda de passagens 24hs por dia, independente de a rodoviária estar aberta ou fechada ao público, necessitando apenas que banco de dados/servidor esteja disponível à internet. Oferecer conforto e agilidade ao passageiro nunca foi tão fácil. Para o passageiro adquirir a sua passagem, basta possuir o CPF, estar com o computador conectado na internet e possuir um dos cartões de crédito ou débito autorizados para efetuar o pagamento.

Utilize o processo de reservas de compra antecipada (e-SIPE), isso garante a viagem do passageiro sem onerar o seu negócio, além de atender as necessidades do seu passageiro usando o advento da internet a seu favor.

O SAERRGS defende a utilização de novas tecnologias para as operações das estações rodoviárias com o intuito de alavancar novos negócios via internet.

Conhecimento de Transporte Eletrônico

Secretaria do Estado autoriza a impressão do bilhete eletrônico nas rodoviárias

A Secretaria da Fazenda do estado do Rio Grande do Sul, juntamente com o Governo Federal e Estaduais, tornou obrigatório o conhecimento de transporte eletrônico, fazendo com que não seja mais aceito emissão em formulário contínuo.
A Rodosoft Tecnologia desenvolveu este sistema em apenas 2 meses de trabalho e hoje diversas rodoviárias já estão utilizando o sistema com muito sucesso. Para as empresas de transporte que possuem este sistema também foi um ganho, pois agora é possível ter a integração dos dados.
Atualmente, este sistema está em uso em 137 rodoviárias, como também em mais de 70 empresas de transportes de passageiros do estado do Rio Grande do Sul.

Terminal de Autoatendimento

Secretaria do Estado autoriza a impressão do bilhete eletrônico nas rodoviárias

Na terça-feira, (10 de setembro de 2013) as 11h, foi inaugurado o primeiro Terminal de Autoatendimento para a compra de passagens de ônibus intermunicipais que foi desenvolvido pela Rodosoft Tecnologia. Este primeiro Terminal está localizado na Estação Rodoviária de São Leopoldo/RS e servirá de teste para a implantação em outras rodoviárias do estado.
O Totem de venda de passagens é uma inovação no setor de transportes, pois possibilita que o pagamento seja efetuado com cartão de débito ou dinheiro. No pagamento com dinheiro, é possível utilizar qualquer cédula, como também moeda oficial e o troco é calculado e devolvido juntamente com o bilhete de passagem. Uma outra função que o Totem realiza é identificar se as notas são verdadeiras.

Nova Sede Rodosoft

Secretaria do Estado autoriza a impressão do bilhete eletrônico nas rodoviárias

Visando a melhoria e a qualidade de seus produtos e atendimento aos clientes, a Rodosoft investiu em uma nova sede para a empresa com mais de 400 m², localizada na Rua São Joaquim, 1568, Sala 1, no centro de São Leopoldo (região metropolitana de Porto Alegre), no estado do Rio Grande do Sul.

Site do Governo do Estado e reportagem Bom dia Rio Grande

Secretaria do Estado autoriza a impressão do bilhete eletrônico nas rodoviárias

Site do Governo do Estado:

A primeira máquina de autoatendimento para a venda de passagens intermunicipais foi lançada na manhã desta terça-feira (10) na Estação Rodoviária de São Leopoldo. O equipamento estará em fase de testes por 90 dias.

O secretário de Infraestrutura e Logística do RS, Caleb de Oliveira, destacou o empenho do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) em viabilizar este novo meio que moderniza o sistema de emissão de passagens no Estado. “É dever do Estado viabilizar a modernização das rodoviárias do Rio Grande do Sul, tornando mais ágil a prestação dos serviço e dando mais conforto aos usuários”, destacou o titular da Seinfra.

Conforme o diretor de Transportes Rodoviários do Daer, Saul Sastre, a inovação estará em fase de testes por, no mínimo, 90 dias, a partir desta terça-feira, para então dar início à elaboração do edital e posteriormente à licitação das demais. “Será muito mais prático e cômodo para a população adquirir passagem de ida e volta, ao mesmo tempo, e ainda, pagar com cartão de débito ou crédito e dinheiro em espécie, inclusive com o fornecimento de troco” afirmou Sastre.

Durante este período, a Rodoviária disponibilizará um funcionário para auxiliar os usuários, e a própria máquina possui um passo a passo para facilitar a operação. Em breve, todas as rodoviárias do RS também deverão contar com a nova tecnologia. Por enquanto, a máquina está programada somente para aceitar cartões de débito, mas já há estudos para possibilitar o uso de cartões de crédito.

A novidade não acarretará custos extras aos usuários nem para os municípios. Todo o sistema será bancado pelos 11% de comissão da venda de passagem destinado aos terminais como taxa de embarque. O protótipo servirá de base para pesquisas de comportamento do usuário do transporte rodoviário intermunicipal de passageiros e também para desenhar o modelo licitatório de concessão para futura exploração dos terminais, que deverão ser conhecidos como postos de venda.
O Daer estudou esta possibilidade no período de licitação para a concessão dos Terminais Rodoviários do Estado, tendo em vista que a maioria das rodoviárias de 4ª categoria deu deserta, ou seja, não apareceram interessados devido à baixa atratividade econômica.

Também participaram do ato, o secretário de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico de São Leopoldo, Sandro Cassel, e o concessionário da rodoviária de São Leopoldo, Júlio Lara.

Texto e foto: Assesoria Daer
Edição: Redação Secom (51) 3210.4305
Bom dia Rio Grande:

Link do vídeo: http://globotv.globo.com/rbs-rs/bom-dia-rio-grande/t/veja-tambem/v/comeca-a-funcionar-o-primeiro-terminal-de-autoatendimento-para-venda-de-passagens-no-rs/2814022/

Foi publicado no Jornal NH

Secretaria do Estado autoriza a impressão do bilhete eletrônico nas rodoviárias

Da Redação

São Leopoldo – Na terça-feira (10), às 11 horas, será implantada na Estação Rodoviária de São Leopoldo, a máquina de autoatendimento para a venda de passagens. O teste será implantado por 90 dias, conforme a previsão da Diretoria de Transportes Rodoviários do Daer (DTR), para que possa dar início a elaboração do edital e posteriormente a licitação do equipamento.

O teste servirá de base para pesquisa no comportamento do usuário do transporte coletivo e também para desenhar o modelo licitatório de concessão para futura exploração dos terminais, que deverão ser conhecidos como postos de venda. Serão ouvidos também os conselheiros que compõem o Conselho de Tráfego e que representam o governo do Estado, e as entidades ligadas ao sistema de transporte rodoviário, sendo fundamental também a contribuição da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos (Agergs) como órgão regulador do sistema.

Em um futuro, todas as rodoviárias do Rio Grande do Sul também deverão contar com a nova tecnologia, que vende passagens de ida e volta, e inclusive aceita cartões de débito, crédito e dinheiro em espécie, com fornecimento de troco.

As máquinas serão interligadas a uma central instalada na Superintendência de Terminais Rodoviários (STR-DTR), que terá em tempo real todas as informações do sistema. Os usuários não precisarão se preocupar com custos extras, já que todo o sistema será bancado pelos 11% de comissão da venda de passagem destinado aos terminais como taxa de embarque.

Foi publicado na Zero Hora

Secretaria do Estado autoriza a impressão do bilhete eletrônico nas rodoviárias

Matéria de João Vitor Novoa
(joao.novoa@zerohora.com.br)
02/09/2013 | 19h29

O primeiro terminal de autoatendimento do Estado será inaugurado no próximo dia 10, em São Leopoldo. O projeto, que já deveria ter sido lançado há pelo menos dois meses, mas foi atrasado por diversas vezes em virtude de mudanças no projeto inicial, contratempo com a empresa que fabrica o software e, recentemente, em decorrências das enchentes que afetaram o Vale do Sinos, finalmente vai sair do papel. Semelhante a um caixa eletrônico de banco, o terminal de autoatendimento seria um dos primeiros do país, segundo o DAER, mas funciona em vários países da Europa e dos Estados Unidos com tamanha eficiência, que foi copiada até por outros setores, como o de supermercados.

Na Irlanda, por exemplo, metade dos caixas da rede Tesco são eletrônicos. Aceitam cartões e dinheiro. Mas a semelhança do projeto do DAER (Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem) com os europeus e norte-americanos para por aí. O diretor de transportes do órgão, Saul Sastre, diz que o projeto foi baseado na facilidade dos usuários do catamarã, da empresa Catsul, em adquirir bilhetes, e de uma experiência João Vitor Novoa joao.novoa@zerohora.com.br realizada no Centro-Oeste.

— Percebemos que em Goiânia a prefeitura fez uma parceria com uma empresa que deu muito certo. Eles monitoram, através de GPS, todo o fluxo de passageiros, sabem até se há algum usuário com deficiência, por exemplo. Mas eles não têm terminais de venda eletrônicos, os passageiros só podem comprar em guichês comuns. Em lugares mais desenvolvidos, por outro lado, essa cultura “eletrônica” é muito mais comum. Como vimos que a compra de tíquetes do catamarã está sendo bem aceita pela população, pensamos: “por que não colocar em todas as cidades do Rio Grande do Sul, principalmente nas que não possuem estações rodoviárias?” — indagou Sastre.

Atualmente, segundo dados do DAER, há 274 municípios sem estações rodoviárias no Estado. Eles seriam os maiores beneficiados pelos terminais de autoatendimento. A empresa que vencer a licitação dos terminais e o DAER instalariam um exemplar na cidade que fez a solicitação. A preferência é por um local de grande movimento, como um centro de compras, uma agência bancária ou um hotel. Nas grandes cidades, os shoppings são os pontos-alvo.

— Até o final de setembro, teremos 100 contratos de licitação sendo assinados. Há ainda outros 174 que serão negociados até o final do ano. Contudo, alguns municípios muito pequenos, que historicamente sofrem com a falta de investidores, poderão ter esses terminais. Os usuários não precisarão ir a outra cidade tentar comprar um bilhete, sob o risco de não conseguir mais. Queremos facilitar o processo de compra. Queremos que as rodoviárias sejam locais de embarque, assim como os aeroportos — avaliou o diretor do DAER.

Em São Leopoldo, a concessionária da estação rodoviária do município, a Cerveira e Cia Ltda., comemora a instalação em seu local de administração do protótipo do terminal de autoatendimento e prevê que o usuário irá se acostumar em pouco tempo:

— Em 1995, passamos pelo processo de informatização da nossa rodoviária, que foi finalizado em 2001 com o serviço de controle por computador para todas as empresas de ônibus. Com esse projeto, não teremos mais o risco de vender passagens duplas, por exemplo. Nós teremos uma pessoa que ajudará os usuários a comprar a sua passagem. Ela aceitará cartão e dinheiro e dará o troco certinho. É o futuro. As rodoviárias devem passar por esse processo de modernização, se não ficaremos para trás — disse Julio Lara, gerente da estação de São Leopoldo.

Segundo o DAER, um estudo de viabilidade técnica e financeira do projeto será concluído em até 90 dias, após passar pelo crivo do Governo do Estado. O edital deverá ser lançado em dezembro. A expectativa é que na Copa do Mundo os terminais estejam em funcionamento na maioria dos municípios gaúchos.

Dados do terminal de autoatendimento:

– Número de passageiros de ônibus no RS: 50 milhões/ano;
– Quando será instalado: protótipo estará em funcionamento em São Leopoldo, no dia 10 de setembro. No resto do Estado, apenas na primeira metade do ano que vem;
– Custo aos municípios: R$ 0. A empresa que vencer a licitação para instalar os terminais fará acordos com o DAER e com as prefeituras para a operação dos mesmos;
– Como funcionará: Por meio de cartão de débito/crédito e dinheiro. Em algumas zonas maior taxa de criminalidade, apenas cartões serão aceitos. O usuário receberá o troco e a passagem imprimida em mãos;
– Semelhante… a um caixa eletrônico de banco.
– Expectativa: Máquinas devem entrar em operação até junho de 2014, pouco antes da Copa do Mundo começar – se não houver atraso na licitação;
– Empresa que fez o protótipo: Perto, de Gravataí;
– Empresa que fabricou os softwares de uso: Rodosoft, de São Leopoldo.

Fonte: http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/geral/noticia/2013/09/rodoviaria-de-sao-leopoldo-recebera-primeiro-caixa-eletronico-do-rs-4255330.html

Foi publicado no Portal do DAER-RS

Secretaria do Estado autoriza a impressão do bilhete eletrônico nas rodoviárias

Segunda-feira, 02/09/2013 – 15h42

Será implantada no próximo dia 10 de setembro (terça-feira), às 11h, na Estação Rodoviária de São Leopoldo, a máquina de autoatendimento para a venda de passagens. A previsão da Diretoria de Transportes Rodoviários do Daer (DTR) é de que este teste tenha durabilidade de no mínimo 90 dias, para então dar início à elaboração do edital e posteriormente a licitação. O lançamento, que estava previsto para o dia 03 de setembro, foi transferido em respeito às vítimas do alagamento ocorrido no município durante o mês de agosto.

O protótipo servirá de base para pesquisas de comportamento do usuário do transporte rodoviário de passageiros e também para desenhar o modelo licitatório de concessão para futura exploração dos terminais, que deverão ser conhecidos como postos de venda. Para isso serão ouvidos todos os conselheiros que compõem oConselho de Tráfego e que representam o governo do Estado, bem como as entidades ligadas ao sistema de transporte rodoviário, sendofundamental também a contribuição da Agergs como órgão regulador do sistema.

A DTR estudou esta possibilidade no período de licitação para a concessão dos Terminais Rodoviários do Estado, tendo em vista que a maioria das rodoviárias de 4ª categoria deu deserta, ou seja, não apareceram interessados devido à baixa atratividade econômica. “Com essa tecnologia é possível trazer um serviço de qualidade para a população, sustentabilidade para os empreendedores e ainda poderemos atender a todo o Estado, inclusive em municípios que ainda não contam com terminais rodoviários” afirma o Diretor de Transportes Rodoviários, Saul Sastre.

Em um futuro breve todas as rodoviárias do RS também deverão contar com a nova tecnologia, a qual vende passagens ida e volta, aceita cartões de débito, crédito e dinheiro em espécie, inclusive com o fornecimento de troco. Todas as máquinas serão interligadas a uma central instalada na Superintendência de Terminais Rodoviários (STRDTR), que terá em tempo real todas as informações do sistema, permitindo assim uma melhor gestão. Não haverá custos extras para os usuários nem para os municípios, todo o sistema será bancado pelos 11% de comissão da venda de passagem destinado aos terminais como taxa de embarque.

Fonte: http://www.daer.rs.gov.br/site/noticias_interna.php?id=889