Como funciona o transporte de encomendas

Sistema de Encomendas

Você sabe como funciona o transporte de encomendas?

A saber, as empresas de transporte aproveitam os espaços ociosos no bagageiros dos ônibus para transportar encomendas.

A princípio, o serviço de transporte de encomendas é prestado por empresas de transporte parceiras da rodoviária.

De fato, tais empresas acabam se destacando ao oferecer este tipo de serviço a outras empresas parceiras, bem como clientes e passageiros.

Normalmente, este tipo de serviço é utilizado por empresas que precisam enviar algum volume para outra localidade.

Mas também pode ser contratado por usuários para fins pessoais.

Sem dúvida, este tipo de serviço se mostra mais barato e eficiente, podendo chegar ao seu destino de maneira mais rápida.

Como utilizar o serviço de transporte de encomendas

Antes de mais nada, será necessário confirmar com a rodoviária a ser contratada, se a mesma fará a entrega até o local de destino.

A saber, algumas empresas  conduzem volumes até o endereço final.

Todavia, outras executam o transporte apenas entre terminais rodoviários.

Logo, nestes casos, será necessário que o contratante certifique-se por destinar um responsável para retirar o item na rodoviária de destino.

Outra funcionalidade a ser tratada antes do processo, é verificar a disponibilidade de horários de transportes para a localidade de interesse.

Essas informações podem estar disponíveis por meio online, bem como, ligando para o contato do terminal rodoviário.

Após esclarecer esta informação, o contratante deverá dirigir-se até a rodoviária mais viável.

Aliás, o mesmo deverá estar de posse do volume que pode ser:

  • documento,
  • pacote,
  • caixa.

Emissão de Conhecimento de Transporte

De antemão, será necessário preencher um cadastro com os dados do contratante do serviço, no caso identificado como cliente.

Tal cadastro poderá ser preenchido com dados tanto por PF – Pessoa Física, quanto PJ – Pessoa Jurídica.

Sendo assim, ao realizar o seu cadastro no sistema de encomendas da Rodoviária, seus dados ficarão registrados para próximas contratações.

Ainda em tempo, o terminal rodoviário irá calcular e destacar no sistema o valor a ser pago pelo serviço.

Bem como, quaisquer outros impostos que necessitem destaque neste documento.

Além das informações cruciais de remetente e destino.

Enfim, após preencher tais dados, o sistema rodoviário emitirá uma via do seu CT – Conhecimento de Transporte.

Sistema de emissão de Conhecimento de Transporte Eletrônico

Atualmente, as empresas prestadoras de serviços estão trabalhando com emissão de documentos eletrônicos.

A saber, desde o ano de 2007 foi instituído o CT-e (Conhecimento de Transporte Eletrônico).

O CT-e é tem como objetivo principal documentar, para fins fiscais, a prestação de serviço de transporte de cargas.

Emitido de forma eletrônica, com o auxílio da internet, o CT-e envia informações aos órgãos responsáveis pelas devidas fiscalizações.

Enfim, tudo realizado dentro da legislação que orienta a categoria do serviço.

Certamente, a empresa de transporte estará preservada da qualidade da informação nos procedimentos de emissão de conhecimento eletrônico.

Dessa forma, garantirá a satisfação de seus parceiros e, sobretudo, dos clientes – que contarão sempre com a sua rodoviária para o envio de encomendas, trazendo mais rendimentos para o seu negócio.

Solução da Rodosoft Tecnologia voltada para as estações rodoviárias

A saber, a Rodosoft Tecnologia atua no mercado voltado para as estações rodoviárias.

Logo, uma das soluções desenvolvidas foi o Sistema de Emissão de Encomendas.

Sem dúvida, o software desenvolvido para este fim, explora os dados realmente importantes para a emissão do conhecimento de uma encomenda.

Dessa forma, otimiza o processo trazendo maior agilidade e confiabilidade para ambas as partes: contratante e prestador do serviço.

Em destaque, cabe citar a funcionalidade do cadastro de clientes o qual será de extrema utilidade para contratações frequentes do mesmo cliente.

Além do software estar integrado a Secretaria da Fazenda, calculando e enviando os valores ao órgão correspondente.

Enfim, tudo para facilitar o transporte de encomendas para todas as partes interessadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *