Campo Bom- descubra essa cidade gaúcha

Os primeiros habitantes da região, onde hoje está o município de Campo Bom, foram os índios Coroados e Minuanos. Apenas em 1814 iniciou-se a colonização dos imigrantes europeus, quando Antônio Borges de Almeida Leães recebeu do governo imperial sesmarias junto ao Rio dos Sinos. Neste período, essa região era passagem para tropeiros de gado que vinham dos campos de cima da serra, em direção a capital da província e usavam este local abundado em água e pasto para descanso, referindo-se a ele como Campo Bom.
Em 1926, o povoado de Campo Bom foi elevado à categoria de vila, tornando-se 2º distrito de São Leopoldo, a partir de 1927 o então distrito começou a ter a economia essencialmente agrícola, ganhando a estrutura de cidade, em 1933 com uma linha de ônibus intermunicipal. Em 1950, iniciou-se a fase de urbanização que fortaleceu a indústria de transformação e o crescimento da população, sendo emancipada em 31 de janeiro de 1959.

Antigo Cinema Imperial
Inaugurado em 1935 por Luiz Frainer, em seu primeiro ano já foram exibidos ótimos filmes atraindo um grande número de público. Hoje, é no seu prédio que funciona a “Danceteria Moinho”, famoso ponto de encontro entre os jovens da região.

Igreja do Relógio
Inicialmente construída num galpão de madeira em 1828, sendo substituída por uma estrutura de pedra em 1851, porém o lançamento da sua torre só se deu em 1917, com uma arquitetura eclética, fortes traços da cultura alemã, escadarias de acesso, relógio e uma área construída de 258m².
Em 1994, seu prédio foi escolhido como símbolo do Patrimônio Histórico e Cultural de Campo Bom.

Largo Irmãos Vetter
A primeira fábrica de calçados de Campo Bom foi a empresa Vetter e Cia, criado por Jacob Vetter em 1890. O prédio da fábrica e todo seu terreno foi adquirido pela prefeitura anos depois e, em 2004 foi revitalizado sendo inaugurado o Largo Irmãos Vetter. O largo resgata a história do município com monumentos gigantes e com a preservação da fachada da antiga fábrica de calçados dos irmãos Vetter. O largo localiza-se no coração da cidade e compreende uma área de mais de 13mil m².

Parque Municipal do Trabalhador
Criado em 2010 pela prefeitura com o objetivo de ser uma referência em espaço de lazer e realização de eventos na região. Uma área verde, bem iluminada, com sanitários, pórtico de entrada, praças de brinquedos e recreação infantil, churrasqueiras e área de lazer,

Parque do CEI
Nas proximidades do CEI há um parque construído às margens do Arroio Shmidt onde existem inúmeros bancos, espaço para exercício físicos e mirantes de madeira elevados construídos entre as árvores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *