Idosos e viagens no verão – Hidratação e cuidados

Idosos e viagens no verão – Hidratação e cuidados
Avalie este post?

Viagens com idosos sempre requerem uma atenção a mais, seja no cuidado com a escolha da poltrona no ônibus, o quarto do hotel, e a alimentação.

Porém neste período de calor, é importante uma atenção extra a hidratação.

Expostos ao sol e temperaturas elevadas os idosos podem desenvolver um episódio de insolação ou desidratação.

Insolação

A desidratação extrema do corpo causa a insolação, fazendo com que a pessoa perca a capacidade de resfriar o corpo, consequentemente aumentando a temperatura central e fazendo com que ela pare de suar, o que é um sinal de alerta.

Além disso ocorre uma alteração da consciência, deixando a pessoa sonolenta e com comportamento confuso. A insolação é o resultado do aumento da temperatura do corpo, e não necessariamente da exposição do mesmo ao sol.

Desidratação

Exposto ao calor o corpo humano transpira mais para manter a temperatura corporal estável. A desidratação é muito comum em pessoas da terceira idade, devido ao fato de os mesmos sentirem menos sede, ingerindo assim uma quantidade menor o liquido, o que faz com que o corpo tenha dificuldade no funcionamento normal do organismo, causando uma frequência cardíaca mais elevada, ou até mesmo a queda drástica da pressão arterial.

Os sintomas iniciais de desidratação são cansaço e dor de cabeça. À medida que a desidratação progride, sentimos sede. Depois podem aparecer tonturas, náuseas e sudorese excessiva.

Para evitar problemas como estes fique atento as dicas que a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia sugerem para que idosos aproveitem o verão com mais saúde e qualidade de vida.

 

  1. Beba grande quantidade de água – o ideal é consumir no mínimo 2 litros ao longo do dia
  2. Nos horários de sol forte procure abrigo em lugares cobertos e arejados ou em áreas que possuam ar condicionado
  3. Vista-se com roupas leves, frescas – como as de algodão e cor clara. Óculos de sol e bonés também são aliados na proteção do corpo contra o calor
  4. Evite atividade física extenuante na parte mais quente do dia (entre as 10 da manhã e às 16 horas) – em especial a prática de esportes ao ar livre neste período
  5. Filtro solar e banhos mais frios são alguns dos cuidados com a pele
  6. Evite tomar cafeína e álcool, pois são bebidas que contribuem para desidratação
  7. Evite refeições quentes. Privilegie alimentos como as frutas, verduras e legumes, pois são fontes de vitaminas, minerais e fibras, além de serem alimentos mais refrescantes. Sorvetes também devem ser lembrados neste período
  8. Alimente-se com uma frequência a cada três horas
  9. Lavar e armazenar os alimentos de forma adequada ajudam a evitar contaminação, vômitos e diarreia.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *