Erechim, a capital da amizade

O município de Erechim é o segundo mais populoso do norte do estado do Rio grande do Sul, na região do Alto Uruguai, sobre a cordilheira da Serra.
Colonizado por imigrantes de origem polonesa, italiana e alemã, o povoado teve sua formação em 1908 à margem da estrada de ferro que cortava a região. Quando 36 pioneiros vieram pela estrada de ferro e habitaram o local, que logo tornou-se distrito de Passo Fundo.
Inicialmente, chamado de Paiol Grande e, sucessivamente, tendo seu nome alterado para Boa Vista, Boa Vista de Erechim, até finalmente ser nomeada Erechim. A cidade passou a ser conhecida como a Capital do trigo, devido ao alto volume de grãos produzidos na região, porém hoje a cidade é conhecida como a Capital da Amizade.
O nome Erechim remete aos habitantes indígenas da região, que significa “Campo Pequeno”, dado devido aos campos da região serem cercados de florestas.
Erechim foi uma das primeiras cidades do Brasil a serem planejadas, tendo seu conceito inspirado em traçados usados nas cidades de Washington, Paris, Buenos Aires e Belo Horizonte, tendo seu traçado caracterizado por ruas muito largas, forte hierarquização e criação, através de ruas diagonais ao xadrez básico incentivo.

Catedral de São José
Construída em 1960, o templo substituiu a Igreja barroca de 1932. Seu interior é de uma beleza ímpar com afresco do escultor polonês Arystarch Kaszkurewicz, nos painéis laterais do altar estão retratos o Batismo e a Ressurreição de Cristo, e nos vitrais laterais a Via Sacra.
Nos painéis laterais do altar central estão retratados o Batismo e a Ressurreição de Cristo.

Mercado Público
Com o prédio inaugurado em 18 de abril de 2005, possui um painel externo em esgrafito afresco, de Harrysson De Carli, com imagens de velas, índios, um caixeiro viajante e um camelô que representam respectivamente a chegada dos descobridores, os primeiros habitantes e as primeiras ações de troca, o verdadeiro vendedor ambulante e o pequeno lojista que hoje atua no local.

Cascata Nazzari
Localizada a 13km do centro da cidade, as suas águas abrem caminho entre as rochas, criando uma queda belíssima e que atrai inúmeros turistas e visitantes, que procuram o local para praticar esportes ou repousar.

Praça da Bandeira
Construída em 1953, a praça é o ponto central de onde partem as principais avenidas da cidade, ficando conhecida como o coração da cidade, nela estão o mosaico que retrata a colonização, um mastro de 35m com a bandeira brasileira, e um chafariz em estilo italiano. Cercada de frondosas árvores e canteiros laterais que compõem um quadro de rara beleza.

Castelinho – castelo Alabardas
Situado na Rua Angelina Rech, o castelo nasceu de um sonho antigo de Aldo Sperhack que planejou e coordenou sua construção, inspirado na cultura alemã de seus antepassados somado ao estilo medieval.
Construído como moradia, o castelo foi enriquecido por diversas coleções de relógios, moedas, selos e armas de seus proprietários. O local tornou-se rodeado de história o que levou a ser mais um atrativo turístico, que encanta os visitantes.

Visite a cidade de Erechim, a capital da amizade. Adquira sua passagem AQUI e encante-se pela beleza, cultura e história da cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *