As cidades berço da colonização alemã no Rio Grande do sul

A colonização alemã no estado do  Rio Grande do Sul, deu-se a partir da necessidade de povoar o sul do Brasil, garantindo assim a posse do território, que era ameaçado pelos vizinhos espanhóis.

Em 25 de julho de 1824 chegaram a Real Feitoria o Linho Cânhamo, atual cidade de São Leopoldo, os primeiros 39 imigrantes alemães oriundos de Hunsrück, Saxônia , Württemberg e Coburgo (Baviera). Nos primeiros 50 anos de imigração, vieram para o Rio Grande do Sul em torno de 28mil alemães, que se dedicaram quase em sua totalidade à colonização agrícola. Estes colonizadores, aqui criaram raízes, fundaram cidades ajudando a construir o estado do Rio Grande do Sul, deixando até os dias atuais, marcas da cultura germânica seja na gastronomia, arquitetura ou fé, no povo gaúcho criando atualmente um roteiro da colonização alemã no estado gaúcho.

 

São Leopoldo

Cidade que recebeu os primeiros colonizadores alemães que chegaram ao estado, se tornou símbolo da cultura germânica no Brasil. São Leopoldo preserva até os dias atuais a herança cultural deixada por seus colonizadores, que pode ser vista pelas ruas e seus prédios históricos, como a Casa do Imigrante, a Praça XX de setembro e o Museu do Trem.

 

Igrejinha

Igrejinha é outra cidade de forte cultura germânica trazida e cultivada pelos imigrantes alemães que colonizaram a região, num breve passeio pela cidade é possível ver os traços desta herança cultural, nas casas enxaimel e outros pontos turísticos como a Casa de Pedra, a Igreja Gabriel e a Vila germânica.

 

Ivoti

O município de Ivoti, teve sua colonização iniciada no ano de 1826 quando as primeiras famílias de imigrantes alemães que construiriam o patrimônio histórico cultural da cidade que pode ser visto já no Pórtico da cidadã, na Igreja de São Pedro Apóstolo, a Ponte do Imperador e o Núcleo das casas enxaimel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rodosoft is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache